quinta-feira, setembro 08, 2016

A Dieta - 4 - O casamento

Não se iludam.
Fazer dieta pode ser difícil e requere disciplina. Parece que há sempre alguma coisa que interfere no plano.
Por exemplo.

No próximo sábado um dos meus melhores amigos vai-se casar com uma miúda de Odivelas.
Como um mal nunca vem só... Ainda falta fazer a despida de solteiro.
- Esperamos que não seja em Odivelas.

Vivem em pecado há algum tempo e ocasionalmente existe coito. Para os que ainda têm dúvidas, nenhum dos dois casará virgem.
Antes pelo contrário.
Conheceram-se  há alguns anos na clandestinidade. Como tradicionalmente se impinge, com uma grande paixão nasce um grande amor. E não demorou muito até que arranjassem um ninho comum. Decidiram partilhar casa em Benfica e como todas as pessoas que lá vivem, insistem em afirmar que "estão perto de tudo".
- A isto chama-se justificar o injustificável.
Ora o teu tudo pode ser o meu nada, mas o "vice" não versa. O "vice" está caladinho e não faz quadras porque está demasiado ocupado, a arranjar lugar para o carro.

O tempo passou e passou outra vez. Passou mais uma vez e voltou a passar.
É a história de sempre. Não há nada de novo aqui. É o delírio dos costume.
- Então e agora?
- Agora vamos casar.

Como já perceberam a coisa está típica o suficiente e adivinha-se um casamento caótico.
Façam as contas.
Todos os degenerados rudes, variados, mafiosos e afins vão se juntar com a fina flor do entulho suburbana, numa quinta no Cartaxo, num casamento às 16h, onde o tema é o faroeste.

É mesmo isto.
Um colorido vórtice.

Não me interpretem mal.
Tem tudo para ser épico e os melhores dos melhores vão lá estar.

Alem disso há amor e - para quem gosta dessas coisas - muito estilo.
- Pode haver uma tatuagem tribal, com um sapatinho pele de picha?
- Pode.
- Cabelinho com gel no alto da pinha e "rapaduxo à sargentão" por baixo?
- Então não?
- Pode haver uma sirigaita de fisga, a fazer insinuações porcas, dois minutos depois de te conhecer?
- Possível.
- Cota com vestido cortinado?
- É capaz.
- Malta que vai vestida como os empregados de mesa?
- Clássico.
- Piercing na sobrancelha, qual fã de Limp Bizkit no final dos anos 90?
- Nunca se sabe.

Estilo é estilo e a malta tem de deixar de julgar o livro pela capa... A menos que a capa seja mesmo... Ruim.

O que interessa aqui, é que há amor.
- Como diz o noivo, "Tem de ser amor, porque interesse não há nenhum!"
E como amigo de longa data tenho todo o gosto em testemunhar esta união.

Acho até que o casamento devia ter um padre, ou um "pastor" - para quem gosta de novidades.
Apesar de ser uma cerimónia civil acho que ficava bem.
Se tiver quem me ajude, faço a barba, visto-me de escuteiro e roubo um num instante.

- A minha prenda para vocês...
- Mas porque queremos nós um padre?
- Para estarem na graça de Deus.

Mas não dá. A malta do clero consome muito aos cem. Comem, bebem, e ainda levam dinheiro por coisas...
Viver em Benfica também não ajuda.
Ele não é baptizado.
Ela é uma loura variável.
Não sei se Deus atina na cena.

Enfim.
O amor triunfará, mas temo que a minha dieta não.

Um casamento é tradicionalmente um lugar de excessos. Um prova de resistência física e mental
Beber muito, comer muito, falar muito. Fumar alguma coisa.
E depois tudo outra vez.
Rir muito, gritar muito, casa de banho muito. Dançar alguma coisa.
E depois tudo outra vez.

Só os duros chegam ao fim.
E o fim pode não ter plafond.



Nota do autor: João e Marta... Os meus votos são simples e deixo os floreados para depois. Muitas felicidades.

Sem comentários:

A Dieta - 5 - A Pesagem

IMC - 26,33 Sobrepeso Não me posso pesar todos os dias. Diz que torna a malta ansiosa e acho que a ansiedade engorda. Posso-me pe...