A minha música é melhor que a tua! - MORE THAN A THOUSAND - VOL.5 - LOST AT HOME

Vi pela 1ª vez MT1000 num obscuro festival na praia do Furadouro, Ovar, há tempo demais para me conseguir lembrar do ano exacto.
"Mas quem é que são estes "tontinhos"? Está tudo a variar porquê?"
"Ah epá, isso é uma rapaziada de Setúbal."
"De Setúbal?" perguntei admirado.
"Ya."

Eram o principio dos anos 2000 e Portugal nunca teve muita coisa contemporânea musicalmente. Ainda hoje!
- Por mais que "Eles" assobiem para o lado, emigrem, prometam, ou venham sorrir para a televisão, "Nós" sabemos quem tem grande parte da culpa! Mas isso são outros quinhentos. Isto será um atraso de vida enquanto "Nós" quisermos ser burros.

Recordo ainda o que habitualmente se dizia naquela altura:
- As melodias são muito giras, mas quando eles berram - na altura MT1000 tinham dois vocalistas - já não gosto.
A minha namorada (ex-fã de Deftones, e de outras vergonhosas glórias da altura) disse-o convictamente, mas acabou apaixonada por Alexisonfire e agora já nada lhe faz confusão!

Vieram os discos, uma data de anos, concertos, merch em barda, mais discos, modas, membros e tudo o que aparece e desaparece numa banda.
Eles ainda ai estão.

Há uns meses trabalhei em estúdio com o Vasco Ramos (vocalista de More than a Thousand). Foi ele que produziu o novo single de Amor Terror.
Podia aqui enumerar uma série de elogiosos adjectivos sobre as suas capacidades artísticas ou sobre a sua personalidade, mas "what happens in vegas stays in vegas".
Esse é o meu privilégio.

Aqui lhe deixo um abraço e os meus parabéns pelo novo disco. Tudo de bom.

Podia-vos contar uma data de histórias e explicar o que é ter uma banda. Fazer um excitante apanhado sobre a carreira de MT1000 e das suas conquistas, mas garanto que é muito mais giro descobrirmos as coisas por nós mesmos.
Esta é aquela altura clássica.
Este é o momento em que vos digo "vocês deviam ouvir isto" - e já toda a gente sabe o que vai acontecer a seguir: Daqui a uns dias respondem-me com entusiasmo e contam-me histórias e trivialidades sobre a banda que eu já sei.
Não tem importancia. Eu fico contente à mesma. Eu gosto de partilhar.

Agora é a vossa vez de apoiar e sentir. Ouvir "com olhos de ver".


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Dinosaur Love by Harry Baker

O que é ser rude?

A Dieta - 1 - Abotoar é um verbo sério