domingo, novembro 10, 2013

Mentirosa compulsiva

Ter qualquer tipo de relação com uma mentirosa compulsiva,
Dá muito trabalho.
Mesmo muito.
Esgota.
Desgasta até ficar torta. Consome até que entorna.
E nem tudo se pode entornar.

- Passou-te sequer pela cabeça estares comigo um bocadinho?
Sim ou não?
Aguardo resposta!
Se a desculpa é tempo, arranja o que quiseres.
Mente como me mentes.
Exemplarmente.
Constantemente.
Mas desenrasca-te.
Que não gosto que me façam de estúpido. Podes deixar isso para os outros.
(Aqueles que não adjectivarei.)
E podes até tentar, mas não podes enganar quem em nada acredita.

Sabe-lo bem.

Aguardo resposta!

Saboreio o teu fel, uma e outra vez.
Mas não te entendo.
Chegue a que horas chegar.
Toque em quem tenha de tocar.
Não te compreendo.
Mas que tu queres afinal?
Que queres de mim?
Imitar-me?
Insistes em fazeres as mesmas perguntas para as quais aguardo resposta!
Chega a ser infantil.
Bastaria me responderes com o coração aberto, sublimar verdade.

De uma vez por todas...
De uma vez por todas precisei de ti.
Nunca antes.
Nunca.
Mesmo nunca.
Tiveste a derradeira oportunidade.
E falhaste.
Como falhaste sempre.

Deixa-me sorrir resignado. Encolher os ombros e voltar para o meu lugar.
Cansei-me de ser a tua consciência.
Nem mais um soldado para essa guerra.
Quando o conflito é nosso, sabes simplesmente que não podes ganhar...
Esta é a excepção à regra!

E já nada aguardo.
Nem quero.

Para quê acrescentar mais enredo?
Basta.
Chega de agressões e jogo sujo.
Estou cansado de funerais.
Não há mais nada para dizer ou invadir.

Não há mais nada...

Morreste!
Que Deus te tenha em eterno descanso.
Paz à tua alma.

Sem comentários:

A Dieta - 5 - A Pesagem

IMC - 26,33 Sobrepeso Não me posso pesar todos os dias. Diz que torna a malta ansiosa e acho que a ansiedade engorda. Posso-me pe...