Porno Amor e Xungaria - 9

Vou ser um 9

Serei um nove porque nunca conseguirei ser um dez.
Tentarei, mas reconheço que as condições naturais que apresento, não são as ideais.

Além disso já não vou para novo.

Vou para outro lado qualquer.
Um sitio onde aceitem hedonistas, desequilibrados e com tendências egocêntricas.
Existir tal lugar dava-me jeito.
- De preferência perto da praia.

Dava-me jeito uma casa ampla e luminosa, em tons de branco, com janelas enormes, cheia de guitarras por todo o lado.

Um novo Santuário onde pudesse imaginar um novo Mundo.
Seria ainda mais feliz se tivesse essa oportunidade.
(Se o puder ser. Se o mercer.)
Seria o que quero ser.
Um nove.

Na verdade - e como me tinham vaticinado - lá me vou recompondo, numa dolorosa peregrinação até à redenção.
Passo a passo, palavra a palavra, lá vou exorcizando estas invejosas maldições.
É caminho que devo fazer sozinho.
- Dizem.
Só eu me posso salvar de mim mesmo.

Curo-me com Porno, Amor e Xungaria.
Todos os dias, minuto a minuto.
A cada passeio ao vento. A cada gole. A cada comprimido. A cada sorriso.
- Desta vez já não me enganam.
Faço-o sem me pressionar. Ao meu ritmo.
De canção em canção.
Sinto a minha nova cadência.
Um novo tempo e as suas subdivisões.
Lavando a alma carinhosamente, em longas conversas sobre afecto.
Aos poucos, recupero a capacidade de contemplar e de me partilhar.
Saro com Amor.

Do fundo do coração, muito obrigado.









Comentários

Mensagens populares deste blogue

Dinosaur Love by Harry Baker

O que é ser rude?

A Dieta - 1 - Abotoar é um verbo sério