Uma Aventura (Parte III - O Pedro parece uma gaja)


A resposta é não.

Nenhuma pessoa no seu perfeito juízo, deseja que um filho seu leia Uma Aventura.
É um mal necessário.
O ensino publico a nível do básico tem sido tão fraco, tão desacreditado, tão sabotado, que as nossas criancinhas não conseguem ler mais nada que os livros em questão.
É que a alternativa passa pela televisão, redes sociais, bandalhagem e por ai fora.
Enfim.

Parece que estamos condenados a tolerar as pseudo aventuras dos mais imbecis e imberbes heróis nacionais.
Um conjunto de adolescentes mal educados que se metem em tudo o que é merda e em qualquer parte do mundo.
Metediços, abelhudos, respondões, teimosos, insolentes, inconvenientes, incivilizados e sem maneiras.
- Eles são assim porque são curiosos e dotados de um grande sentido de justiça.
Mentira.
Eles são uns atrasados que passam a vida em perigo porque falam com estranhos e metem-se onde não são chamados.
É que não pode haver um periodo de férias, ou uma "inesperada" semana em que a escola feche, sem que haja mais Uma Aventura.
- Sim porque tudo parte da Escola -
Escola.
Pelas minhas contas esta rapaziada já devia trabalhar há muito.

Teresa, Luisa, Pedro, Chico e João.
Os cinco arruaceiros.
Faial e Caracol.
Os cães dos indigentes.

Só na parte dos canina, a parvoíce é tanta que não me admira que o país continue a maltratar os seus animais desta maneira.
Começa logo pelos nomes. Faial e Caracol (neste as escritoras esforçaram-se bastante. É um caniche logo tem o pelo encaracolado. Presumo que não se chamasse Tarzan mas Caracol faz-me lembrar um cão de uma amiga minha que se chamava Urso. Eu decidi acompanhar a moda e baptizei dois cocós como Jibóia e Peixe-Espada)
Depois há outro detalhe.
Os cães não deviam já ter morrido? Presumo que a longevidade dos bichos seja um recorde mundial. Especialmente para uns animais sempre metidos em tropelias.

Mas são nos cinco virgens rebitesos que encontramos toda a sordida dimensão da colecção Uma Aventura.
No meio de 55 livros, quantos crimes foram cometidos por esta gentalha?
Se a primeira edição é de 1982, temo que a maioria dos casos já tenham prescrito.
É que esta rapaziada nunca passou umas ferias em sossego.
Acontece sempre alguma coisa.
Será que eles não se apercebem?

Será que eles não vêem que o Pedro é uma gaja?

Talvez o culpado seja Arlindo Fagundes (artista responsável pelos deliciosas ilustrações de Uma Aventura) mas toda a gente olha para o desenho do Pedro duas vezes.
A grande mente, o cerebro do grupo, o menino educado e encantador é dotado de uma androginia extrema.
Longas foram as conversas dos adolescentes sobre o genero da personagem. Num periodo da vida em que as questões sexuais são tão presentes, a imagem do Pedro introduziu o conceito androgeno a milhares de jovens portugueses.
Das duas uma: Ou é uma gaja, ou está a caminho.

Quem não gosta nada dessas mariquices é o Chico.
O bruto.
O musculo.
Rude como a palha, quer sempre andar à batatada e nunca sabe nada.
Ninguém sabe se alguma vez acabará o secundário.
Cá para mim ele queria trocar cuspo com as irmãs, mas as autoras - a bem da moral e bons costumes - cortam-lhe as vazas.

Teresa e Luisa são as gémeas monozigóticas. Hormonalmente descontroladas, estas galinhas tontas põe a cabeça em água toda a gente.
As miúdas são irritantes e têm um cão irritante.
Tudo irrita.
É que não se calam.
Passam a vida a teimar, a implicar e por este andar não devem casar tão cedo.
O que também não ajuda são os penteados playmobil.
Epá...
Já não se usa.

Por fim temos o João que é muito bom rapazinho e terrivelmente desinteressante.
Como é o mais pequeno, calha-lhe sempre a fava quando o bando decide cometer algum crime.
É muito agil.
Tem um pastor alemão muito bem educado.
- Eu em 82 também tinha um pastor alemão mas era meio tonto -

E pronto.
A canalha lá vai passeando pelo mundo.
Já fora a tudo quanto é lado e eu ainda não percebi, quem é que paga estas lindas vidas.
Analisando as ilustrações deduzo que eles poupem na roupa, já que usam a mesma desde sempre.

Mas nem tudo permanece estanque nas historietas.
As madames lá introduziram bruxarias, poções magicas, e uns lobisomens para "acompanhar os tempos". Fantasias para compor outros ridículos.
Afinal quantos raptores, contrabandistas, ladrões, traficantes e outros meliantes poderão ser apanhados pelo famoso quinteto?
Bem sei que eles têm sorte, mas um dia algum mau lhes fará a folha.

Mais uma vez, a juventude está perdida.

55 livros, séries de televisão e um filme depois tudo continuará igual.
Existirão aventuras recicladas, com o sensaboral travo do vulgar, no mesmo formato enfadonho.
A rapaziada, constantemente em acção desde 1982, nunca perderá a virgindade... simplesmente porque não há tempo. Essas poucas vergonhas não são próprias da literatura infanto-juvenil.

Especialmente quando os títulos usam o sistema "Anita".


  contra capa nova                                        contra capa antiga

 

  • 01- Uma Aventura na Cidade (1.ª edição, 1982; 18.ª edição, 2000)
  • 02- Uma Aventura nas Férias do Natal (1.ª edição, 1982; 17.ª edição, 2003)
  • 03- Uma Aventura na Falésia (1.ª edição, 1983; 15.ª edição, 2002)
  • 04- Uma Aventura em Viagem (1.ª edição, 1983; 13.ª edição, 2002)
  • 05- Uma Aventura no Bosque (1.ª edição, 1983; 15.ª edição, 2001)
  • 06- Uma Aventura entre Douro e Minho (1.ª edição, 1983; 13.ª edição, 2003)
  • 07- Uma Aventura Alarmante (1.ª edição, 1984; 12.ª edição, 2003)
  • 08- Uma Aventura na Escola (PNL) (1.ª edição, 1984; 17.ª edição, 2001)
  • 09- Uma Aventura no Ribatejo (1.ª edição, 1984; 12.ª edição, 2001)
  • 10- Uma Aventura em Evoramonte (1.ª edição, 1984; 12.ª edição, 2001)
  • 11- Uma Aventura na Mina (1.ª edição, 1985; 12.ª edição, 2003)
  • 12- Uma Aventura no Algarve (1.ª edição, 1985; 13.ª edição, 2003)
  • 13- Uma Aventura no Porto (1.ª edição, 1985; 14.ª edição, 2004)
  • 14- Uma Aventura no Estádio (1.ª edição, 1985; 14.ª edição, 2002)
  • 15- Uma Aventura na Terra e no Mar (1.ª edição, 1986; 11.ª edição, 2003)
  • 16- Uma Aventura debaixo da Terra (1.ª edição, 1986; 11.ª edição, 2001)
  • 17- Uma Aventura no Supermercado (1.ª edição, 1986; 11.ª edição, 2000)
  • 18- Uma Aventura Musical (1.ª edição, 1987; 9.ª edição, 2001)
  • 19- Uma Aventura nas Férias da Páscoa (1.ª edição, 1987; 10.ª edição, 2003)
  • 20- Uma Aventura no Teatro (1.ª edição, 1987; 9.ª edição, 2001)
  • 21- Uma Aventura no Deserto (1.ª edição, 1988; 10.ª edição, 2000)
  • 22- Uma Aventura em Lisboa (1.ª edição, 1988; 9.ª edição, 2001)
  • 23- Uma Aventura nas Férias Grandes (1.ª edição, 1989; 8.ª edição, 2003)
  • 24- Uma Aventura no Carnaval (1.ª edição, 1989; 7.ª edição, 2004)
  • 25- Uma Aventura nas Ilhas de Cabo Verde * (PNL) (1.ª edição, 1990; 9.ª edição, 2004)
  • 26- Uma Aventura no Palácio da Pena (1.ª edição, 1990; 8.ª edição, 2002)
  • 27- Uma Aventura no Inverno (1.ª edição, 1990; 6.ª edição, 2002)
  • 28- Uma Aventura em França (1.ª edição, 1991; 6.ª edição, 2002)
  • 29- Uma Aventura Fantástica (1.ª edição, 1991; 6.ª edição, 2003)
  • 30- Uma Aventura no Verão (1.ª edição, 1992; 5.ª edição, 2002)
  • 31- Uma Aventura nos Açores * (1.ª edição, 1993; 6.ª edição, 2003)
  • 32- Uma Aventura na Serra da Estrela (PNL) (1.ª edição, 1993; 7.ª edição, 2002)
  • 33- Uma Aventura na Praia * (1.ª edição, 1994; 5.ª edição, 2003)
  • 34- Uma Aventura Perigosa (1.ª edição, 1994; 5.ª edição, 2004)
  • 35- Uma Aventura em Macau (1.ª edição, 1995; 5.ª edição, 2002)
  • 36- Uma Aventura na Biblioteca (1.ª edição, 1996; 4.ª edição, 2000)
  • 37- Uma Aventura em Espanha (1.ª edição, 1996; 4.ª edição, 2002)
  • 38- Uma Aventura na Casa Assombrada (1.ª edição, 1997; 4.ª edição, 2002)
  • 39- Uma Aventura na Televisão (1.ª edição, 1998; 3.ª edição, 2004)
  • 40- Uma Aventura no Egipto (1.ª edição, 1999; 3.ª edição, 2004)
  • 41- Uma Aventura na Quinta das Lágrimas (PNL) (1.ª edição, 1999; 4.ª edição, 2002)
  • 42- Uma Aventura na Noite das Bruxas (1.ª edição, 2000; 3.ª edição, 2003)
  • 43- Uma Aventura no Castelo dos Ventos (1.ª edição, 2001)
  • 44- Uma Aventura Secreta (1.ª edição, 2002; 2.ª edição, 2006)
  • 45- Uma Aventura na Ilha Deserta (1.ª edição, 2003; 2.ª edição, 2006)
  • 46- Uma Aventura entre as Duas Margens do Rio (1.ª edição, 2004)
  • 47- Uma Aventura no Caminho do Javali (1.ª edição, 2005)
  • 48- Uma Aventura no Comboio (1.ª edição, 2006)
  • 49- Uma Aventura no Labirinto Misterioso (1.ª edição, 2007)
  • 50- Uma Aventura no Alto Mar (1.ª edição, 2008)
  • 51- Uma Aventura na Amazónia (1.ª edição, 2009)
  • 52- Uma Aventura no Pulo do Lobo (1.ª edição, 2010)
  • 53- Uma Aventura na Ilha de Timor (1.ª edição, 2011)
  • 54- Uma Aventura no Sítio Errado (1.ª edição, 2012)
  • 55- Uma Aventura no Castelo dos Três Tesouros

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Dinosaur Love by Harry Baker

O que é ser rude?

A Dieta - 1 - Abotoar é um verbo sério