Notas - Pessoa normal

Eu não sei se sou uma pessoa normal.

Nunca me disseram que era bom ser uma pessoa normal ou ter uma vida comum.
Apesar de tudo, a minha vida não foi normalizada. Tem-se escapado com mérito a todos os normalizantes ataques de normalidade.

Um facto é que descobri em extensas diligencias cientificas, é que o normal é impossível de achar.
O sacana é um ponto intermédio entre outros dois pontos desconhecidos, entre o bom e o mau.
Classica bipolaridade dogmática e religiosa.
Filosoficamente, é anormal achar o normal. Cientificamente também.
Então como se determina a normalidade comum? A vulgar, a democratica, a de todos, a do povo.

A conversa do normal está sujeita a noções tão vagas como a da própria normalidade. O senso comum, o bom senso, a intensidade do toque no momento da grande penalidade.
Merdas sem jeito nenhum.
Coisas de quem não faz ponta de corno.
Desculpas para justificar apatia.

A verdade é que as pessoas acham o que é normal por comparação. Simples e infantil exclusão de partes.
Como um cão.
Para a maioria o outro será sempre a referência. No outro se encontrará o todo e por ai fora.

E aqui a coisa complica-se para o meu lado.

Ora se eu nunca ajo por comparação, não consigo saber o que é normal através dos outros.
Muitas vezes tenho a sensação de que a massa está profundamente equivocada. Que não é raro que a maioria exista e funcione em prejuízo de si mesma.
Julgo que o estudo da História serve para provar isso mesmo.
Estas bases são alarmantes.
Asim, e utilizando as ferramentas generalistas, não consigo saber se sou um tipo imaginativo ou um gajo mentalmente instável. Se sou doido ou iluminado? Se posso ser estas coisas todas ao mesmo tempo? Se é normal ser-se nada disto?
Mais. Será que o sentido da palavra normal foi desvirtuado e ela já não significa o anteriormente pretendido?

O que é penoso é ter esta repressão normalizante em cima de mim.
Este constante meio gás.
Esta sensação de me estar sempre a refrear.
A inquietude angustiada de não dizer e fazer tudo, da forma natural.

Ora tal não é normal.
Pelo menos não para mim.

Comentários

Esfera disse…
Normal é algo que é muito provável que se repita. Pode ser uma acção que seja repetida por outro agente, ou um acontecimento... A malta quer que as coisas sejam "normais" porque tem medo do que não pode prever. O desconhecido mói a cabeça.

Mensagens populares deste blogue

Dinosaur Love by Harry Baker

O que é ser rude?

A Dieta - 1 - Abotoar é um verbo sério