Qual é o meu melhor lado? - (Amor Terror na Vox Trooper Tour - 5 - Lisboa - Musicbox - Offbeatz)



5 - Lisboa - 176km


Há alguns anos que não tocava em Lisboa.
Calhou na primeira 3ª feira de Dezembro do corrente ano.
A ocasião surgiu com a gravação de um pequeno concerto para o programa Offbeatz (Sic Radical).
O plano era simples: Tocar o publico em 5 músicas.

Mais uma vez reunimos alegremente e a viagem decorreu sem incidências.
Pior foi mesmo o tempo gasto no transito lisboeta, entre milhares de sinais vermelhos e ruas cortadas, percebe-se bem que a cidade está em cuidados intensivos.
Não escondo que estava feliz por voltar a casa. Nasci lá, cresci lá e Lisboa está-me dentro. Soube-me bem ver as linhas de eléctrico, as iluminações de Natal. Cheirar as castanhas das vendedoras, ficar-me no transito olhando o que está em volta, sentir o relevo da cidade. Ver os prédios antigos, enormes e desafiantes. Ver os velhos e os seus cães, num banco do jardim, tentando perceber porque anda aquela gente ali. Olhando para o rabo das mulheres apressadas.
Velhos tarados.

Mal chegamos tratamos de descarregar rapidamente para fugir à multa.
Depois de civilizadamente estacionados, foi altura de dar os parabéns ao Miguel, que faz anos dia 6.
Não fizemos uma festa maior no backstage porque dois caixotes do lixo apoderavam-se da maior parte do espaço.
No palco, já se acabavam os preparativos para os testes de som. Defying Control em acção. Mas nós ainda tínhamos de esperar mais um pouco.
(Em tour nada é fluido. Lembro-me sempre da canção de Lagwagon, Hurry up and wait. É mesmo assim. Estamos sempre atrasados para esperar infinidades por uma parvoíce qualquer. Mesmo assim a espera não foi maçadora. Foi tempo de queimar um par de cigarros ao frio.)

Ainda a digestão mal começara já nós estávamos em aquecimentos. O Club Offbeatz #54 estava em marcha. Foram apresentados os dois novos vídeos do Diogo Armés e dos Moe's implosion, e nós entramos logo de seguida.
Recebidos calorosamente, depressa nos atiramos ao set. Tocamos 5 canções e divertimo-nos bastante.
Foi muito boa a estreia de Amor Terror em Lisboa.
As reacções foram excelentes. Obrigado pelo apoio.

Foi engraçado trazer rock de volta à capital.
Infelizmente e por uma infinidade de razões, Lisboa está moribunda. Descaracterizada. Sem Lisboetas. Refém dos subúrbios e minada pelos provincianos fugidos. Uma velhota incompreendida. Sabotada. Abandonada.
Nota-se bem que a cidade está longe do esplendor de há 15 anos.
Enfim...

Resta agradecer ainda a toda a gente que se deslocou especialmente ao Musicbox para nos ver. Aos Defying Control, à Sara Ribeiro e a toda a equipa do Offbeatz e, a  todo o staff do Musicbox.
Fiquem atentos à programação da Sic Radical para verem o nosso programa - A nossa entrevista tem uma estrada cor-de-rosa como cenário.

Já amanhã (Sábado 10) estaremos na Marinha Grande para partir a louça toda. Espero que possam aparecer.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Dinosaur Love by Harry Baker

O que é ser rude?

A Dieta - 1 - Abotoar é um verbo sério