Do trovejar às pilas na cabeça, vão milésimos de segundo



Está a trovejar.
Ora, quando trovejante lembro-me sempre de coisas tristes.
Como o casamento.
A desgraça começa bem antes da piroseira da cerimónia.
Começa na despedida de solteira da noiva.
Começa com uma pila de borracha na cabeça.

Talvez seja conservador, mas também escusam de parecer tão pouco virgens.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Dinosaur Love by Harry Baker

O que é ser rude?

A Dieta - 1 - Abotoar é um verbo sério