segunda-feira, maio 09, 2011

Se não os puderes vencer não te juntes a eles

Desabafo.
Uma das grandes tristezas da minha vida é desperdiçar tanto tempo com terceiros. Incompetentes ou estúpidos ou mal intencionados. Tanto faz.
Seguramente já passei mais de 8 horas ao telefone a reclamar com os meus serviços de Internet. Precisava disto? Não.
Já tive banda com pessoas que comiam maçãs enquanto gravávamos coros. Namoradas completamente loucas viciadas em coisas doidas. Provincianas mal vestidas que julgam o que digo ou o que faço no facebook. Etc. Acabo sempre por dispensar tempo com estas historietas. Acabo sempre por gastar dinheiro. Acabo sempre por responder.

"rudeness is epidemic" - Hannibal Lecter

É mesmo.
Quem pode e não tem filhos, tem um motivo muito simples para não os ter. Os filhos dos outros. Os pais dos outros.
Vive-se mal. O intelecto é perseguido. A inteligência não é bem vista.
Qualquer valor humanista, não é bem visto. Parte deste mundo deixou de apreciar tais coisas.

Mas a epidemia atingiu tal ponto, tal impacto na nossa sociedade, que soa a Apocalipse.
Que sei eu. Vivo num mundo protegido e não estúpido. Uma redoma social e humana. As minhas molduras são tão elaboradas comparando com retratos vizinhos.
Confesso.
Não atinjo o desgosto dos outros.
Não compreendo a inveja, o despeito, a integração.
Disso sou culpado.
Estou em inferioridade numérica. Para mim esta batalha é muito difícil de ganhar. A estupidez é demais. É grandiosa. É epicamente completa.
Ela surge. Irrompe pela minha vida e eu nunca estou preparado. Eu nunca estou à espera dela. É traumatizante. Tento ser estúpido e não consigo. Tento pensar como o adversário, mas é-me turvo. Foge-me da ideia. Escrevo-o muito sinceramente. Sinto-me emboscado.
Mas juro. Mesmo que não os possa vencer, nunca me juntarei a eles.
Custe o que me custar.

Sem comentários:

A Dieta - 5 - A Pesagem

IMC - 26,33 Sobrepeso Não me posso pesar todos os dias. Diz que torna a malta ansiosa e acho que a ansiedade engorda. Posso-me pe...