Dúbia

O teu aspecto é dúbio.
Crias confusão na minha pequena. Ela me mente.
Deve ser dos nervos.
É sempre.
Restam-me poucas unhas.
Tudo se acentua e eu não quero que nada falhe. O teus aspecto é vulgar.
Evoluiu assim,
Gira como lixo, gira como o teu fundo,
A tua verdade e esquemas perdidos. Nasceste diferente.
Mentira.
Apenas gostas que o resto dos parvos tenham essa impressão.
Mas és pouco,
Como fado e jovens fadistas,
E a merda do voto,
Que é pouco.
Trocos pequenos.
Nada desempatas. Nasceste assim.
Dúbia e vulgar. Suja mas diferente.
Mentira.
Certamente viste-o em algum filme.
Algum filme de televisão, dos que passam à tarde.
Tudo em ti falha.
E que falhasse.
Não devias ser má pessoa.
Isso é que estraga tudo.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Dinosaur Love by Harry Baker

O que é ser rude?

A Dieta - 1 - Abotoar é um verbo sério