quarta-feira, outubro 27, 2010

As listas estão fora de moda

Dizer estilismo está fora de moda. Também as palavras têm popularidade flutuante.
Com as ideias passa-se o mesmo. Felizmente e por mais que tentem, não se consegue catalogar ideias. O rasgo não se troca por pontos acumulados. Não há carregamentos de sensibilidade.
Manta "Dralon". Lençol em flanela. Lençol com elástico. Manta polar. Cobertura de colchão. Almofada de penas. Lençol em micro-fibras. Edredão. Colchão 140x 200 cm.

Perder continua fora de moda. Perder nunca será o novo preto. Se perdemos um sonho, perdemos um pouco de nós.
E se perdermos... nunca existirá um nós.
Casaco com capuz. Sapatos casuais. Carregador de bateria. Extensão eléctrica.
Exercer poder está fora de moda. Reclamar sim, mas decidir não! Isso é coisa de quem quer mandar e querer mandar é hábito muito mal visto. Escolher nunca. Há que ficar no mesmo sitio e esperar que o vento mude.
"Se todos são imbecis, não sou eu que me vou armar em esperto."
"Pralinés" crocantes. Peitorais. Queijo fundido light. Bloco de fígado de pato. Clementina. Caramelos de fruta. Castanhas. Batata roxa.
A actualidade está fora de moda. Porque é chata e porque ninguém consegue viver decentemente.
Confessem!
Quem é que se sente preso e com vontade de rebentar o mundo?
Quantos de vocês cometem crimes?
Ou pecados pecantes dos que merecem castigo e auto-flagelação?
O motivo é o tédio, não é?
Quem é que quer fazer alguma coisa?
Confessem lá... A vossa vida é mesmo uma grande merda não é?

Sem comentários:

A Dieta - 5 - A Pesagem

IMC - 26,33 Sobrepeso Não me posso pesar todos os dias. Diz que torna a malta ansiosa e acho que a ansiedade engorda. Posso-me pe...